Manutenção e composição de um ventilador pulmonar





Manutenção e composição de um ventilador pulmonar


O equipamento é composto por um display em que o responsável por sua operação o configura de acordo com as necessidades do paciente. Além disso, existem alguns modelos no mercado que não precisam de nenhuma fonte de oxigênio ou ar comprimido externo que seja contínua, tudo acontece de forma mecânica. Os ventiladores pulmonares também apresentam grande variedade de modalidades ventilatórias, justamente para melhor atender a aquele que precisa.


Importante que os ventiladores respiratórios apresentem a função de sensor de fluxo distal. Desta forma, é possível avaliar cada respiração do paciente, a evolução do seu quadro e se ele está em segurança de vida. Se qualquer alteração em sua respiração acontecer, imediatamente será detectada e analisada. O acompanhamento faz com que a respiração artificial do paciente aconteça de forma de forma qualitativa.


Os equipamentos hospitalares são peças fundamentais na prestação de serviço à saúde do paciente.


Eles não apenas prestam apoio aos profissionais em tratamentos e na obtenção de diagnósticos como, em alguns casos, salvam vidas.


Ter um planejamento ou cronograma de manutenção preventiva e cuidados com estes equipamentos é absolutamente fundamental nas estruturas de saúde. É importante que seu hospital, clínica ou consultório tenha um profissional graduado nesta função ou, se não tiver, contratar alguma empresa ou profissional geralmente na área de "engenharia clínica" que possa ajudar.




Fontes: cmosdrake / portal da educação



7 visualizações0 comentário
  • Facebook Social Icon
  • Blogger ícone social
  • LinkedIn ícone social

©2016 criado com Wix.com