Raio-x, você sabe o que é, como funciona e para que serve?

Saiba como funciona a radiografia e quais suas utilidades e recomendações – ela vai muito além das fraturas de osso


Fonte: Saúde-Abril



Checar a integridade dos ossos é uma das funções do exame de raio-x. (Ilustração: Sebastian Kaulitzki/SAÚDE é Vital)



Por exemplo, um osso, por ser denso, bloqueará a maior parte da radiação. Com isso, ele ficará marcado no filme como uma “sombra” branca. Quanto mais branco, mais denso.

A “fotografia” é batida em segundos e, minutos depois, as imagens bidimensionais são reveladas em uma chapa.


Os resultados


Os médicos buscam anormalidades na densidade das estruturas do corpo. No caso de um osso quebrado, a fratura permite a passagem de radiação, e a parte machucada é flagrada, na chapa, como um corte escuro. Mas atenção: muitas vezes só os olhos treinados de um profissional conseguem detectar essas fissuras.


Já em um órgão que deveria estar mais escuro por ser menos denso, como o pulmão e o intestino, a busca é por partes claras que não deveriam estar ali.


Só é importante notar que, hoje em dia, o raio-x é, muitas vezes, considerado apenas um exame de triagem. Ou seja, ele levanta uma suspeita que deve ser reavaliada por outros métodos de diagnóstico mais sensíveis e específicos.


Periodicidade


É solicitado conforme a necessidade e suspeita médica.


Cuidados e contraindicações


Para não atrapalhar a qualidade da imagem, o paciente não pode usar roupas ou adereços de metal, plástico, madeira ou vidro na região a ser analisada. Tais materiais interferem na passagem da radiação.


A radiação emitida pelos aparelhos – principalmente os mais modernos – é segura, desde que a pessoa não se submeta ao raio-x a todo momento. O excesso de radiação pode causar câncer, mas isso ocorre com altas e repetidas doses apenas.

Por segurança, os indivíduos que se submetem ao exame costumam vestir um colete protetor de chumbo, que bloqueia os raios-x – exceto quando o tórax ou o abdômen são avaliados.


O raio-x é contraindicado a gestantes.


Fonte: Marcio Garcia, radiologista do Lavoisier Laboratório e Imagem, em São Paulo.

5 visualizações0 comentário
  • Facebook Social Icon
  • Blogger ícone social
  • LinkedIn ícone social

©2016 criado com Wix.com